2 ***Especial de Natal*** - TOP 5 ATORES BRITÂNICOS






Caras leitoras e caros leitores do Books, Brownies and Beyond, antes de qualquer coisa, Feliz Natal!!!

Nesta data tão incrível, não podíamos deixar de postar um Especial de Natal magnífico no qual vamos apresentar os atores britânicos mais legais (e lindos) da atualidade!

Este post não é uma desculpa para mostrar homens bonitos, é que os caras são super talentosos mesmo.

Para fazer uma seleção de alto nível, resolvi chamar uma especialista: minha querida amiga Barbara Brant para apresentar os integrantes deste Top 5!

Barbara, assume aí! E lembre-se “você esta com a responsabilidade da nação inteira”! (CROCKET-CHAVES, 2014)

Feliz Natal!

Laís

***TOP 5 ATORES BRITÂNICOS***

As pessoas de maneira geral adoram o Natal. Eu não ligo muito pra data, mas algumas tradições me interessam, especificamente os especiais de Natal, que são característicos dos programas de TV britânicos. Especiais de Natal são episódios comemorativos da data, ao mesmo tempo desligados e conectados à história principal. Pra você ter ideia de quanto esses episódios são importantes e aguardados, uma das séries mais amadas do momento, Downton Abbey, convidou ninguém mais, ninguém menos que George Clooney para o seu episódio especial.

Juntando todas essas referências, o blog apresenta um post que é como um Especial de Natal: um TOP 5 (que já se tornou tradição!) com os atores britânicos que consideramos os mais interessantes do momento. Agora sim você pode dizer: Feliz Natal!

5ª POSIÇÃO - RUPERT FRIEND 




Sim, você leu direito. O primeiro brit desse post é o Rupert Friend e não o (adorável) Rupert Grint.

 





Parte do objetivo desse post é chamar atenção pros ótimos atores que a linda monarquia parlamentarista insular chamada Reino Unido tem oferecido às telas de cinema e tv ao redor do mundo. Nós já amamos o Rupert Grint, vamos dar espaço pros Ruperts menos conhecidos desse mundo!

Quero dizer, se você, como eu é um ser humano normal eadora Homeland, você já conhece o 5° lugar desse nosso post, mas talvez sob a alcunha de “cara que faz Peter Quinn, em Homeland”.



Por outro lado, se você é um aficionado por Jane Austen, em especial as adaptações para filmes das histórias dessa outra jóia da coroa britânica, você também já teve um gostinho do Rupert. Só porque eu adoro implicar com as pessoas, em geral, eu não vou dizer em qual filme ele aparece! Quem souber, ou descobrir, conta nos comentários!


Rupert: eu queria tanto ser o Mr. Darcy...

Erm, não.


De fato, Mr. Friend não é um rostinho tão bem conhecido. Nascido em 1981, em Oxfordshire na Inglaterra, tivemos poucas chances de vê-lo em produções mundialmente famosas. Uma das mais adoráveis delas, no entanto, é o filme A Jovem Rainha Victoria, no qual nosso amigo Rupert faz o papel do Príncipe Albert.




O filme conta a história desses dois jovens que pertencem a famílias reais e que, curiosamente, apesar de quase forçados a se casarem um com o outro, não fazem isso de forma passiva, e sim quase subversiva, e tem uma inesperada história de amor verdadeiro e muito companheirismo. A época Vitoriana é muito amada pela sua produção artística em geral e foi durante o reinado de Vitória que o Império britânico atingiu sua máxima expansão.

Então, para os geeks de literatura, história, de all things British, vale a pena ver o filme e acompanhar mais o trabalho do Rupert Friend. Afinal, ele é uma caixinha de surpresas. Além dos filmes, Rupert canta, toca violão e outros instrumentos e escreve, tanto roteiros como letras de músicas!

Vamos combinar, com esse talento, esse rostinho – e corpinho – não vai ser tormento pra ninguém ficar um pouquinho mais íntimo com o Rupert. God Save the Queen!


4ª POSIÇÃO - JAMES MCAVOY




Ah, James McAvoy…! Se essa lista dependesse apenas do conteúdo do meu coração, Jamesy Boy (não, eu não inventei esse apelido) estaria em segundo lugar. Porém, vivem me dizendo que o mundo não é justo, e para esta lista eu tive que ser altruísta e considerar outros fatores além das minhas obsessões adolescentes preferências pessoais.

O que me atrai neste ator em particular? Bem, pra começar ele é escocês. E qualquer falha de comunicação decorrente do sotaque é compensada pelo charme que ele impõe e exala! É literalmente impossível não achar ele o cara mais legal do mundo depois de ver uma entrevista com ele! Veja só:



A partir dos 17 min.: você pode estar entendendo patavinas, mas sabe que ele está ganhando seu coração a cada sílaba tônica esquisita

É muito legal que ele está ficando cada vez mais famoso (e, portanto, aparecendo mais por aí) por conta do seu papel como jovem Professor Xavier nos últimos filmes da franquia X-MEN. Porém, McAvoy é um ator internacionalmente aclamado pela crítica desde seu papel em “O Último Rei da Escócia”, que me faz querer me estapear toda vez que lembro que ainda não vi. E, sim, você está lembrando direito, ele faz o Pan, Mr. Tumnus, no primeiro filme d’As Crônicas de Nárnia.




Não existe papel que ele tenha feito no qual ele não tenha demonstrado ao menos uma fagulha de brilhantismo, mesmo em filmes onde o roteiro não deixa muito espaço pra profundidade de personagens, como “X-MEN” ou “O Procurado”. É uma delícia assistir “Starter for 10” (que ainda tem Benedict Cumberbatch E Rebecca Hall!); “Amor e Inocência”; “A Última Estação” e eu mal posso esperar pra ver tantos os filmes antigos como os próximos trabalhos, em especial, “Filth” e “O Desaparecimento de Eleanor Rigby”. Sim, é um filme inspirado na música dos Beatles que foi filmado de uma maneira diferente!

Quer um jeito fácil de garantir um Natal agradável? Veja um filme com o James McAvoy!




3ª POSIÇÃO - TOM HIDDLESTON 



Na terceira posição temos um deus. Uma mistura de deus grego e nórdico. Em uma palavra? Loki. Em duas? Tom Hiddleston. Se você não conhece – e ama – a interpretação dele do degenerado Loki nas franquias “Thor” e “Os Vingadores”, dá a mãozinha aqui e vamos sair debaixo dessa rocha onde você tem vivido.

Com um irmão deus sendo representado pelo deus em carne e osso que é Chris Hemsworth, seria fácil pensar que quem representasse o Loki ia ficar não em segundo, mas em quinto plano. Aí veio um ser genial e decidiu que quem daria vida ao Loki nas telas seria Tom Hiddleston e BAM! Chris Hemsworth, quem? Tom rouba a cena completamente e quase não sobra espaço pra mais ninguém – e olha que Robert Downey Jr. está em vários dos filmes junto com ele...




Acha que eu estou exagerando? É porque você não viu esse vídeo de uma aparição – relativamente improvisada – do Tom como Loki em um dos painéis da ComicCon 2013. Dá só uma olhadinha como a galera fica tranquilinha quando ele aparece...





É o cabelo, o sorriso, as roupas, a altura, é um je ne sais quoi, é a água que eles tomam lá no Valhalla – não importa. O fato é que Tom-Loki roubou nossos corações para sempre e, se depender, de mim ele pode dominar o nosso mundo quando quiser!



Fui tomar uma água pra me acalmar e lembrei que nem só de Loki vive o charme de Tom Hiddleston! Na verdade, mesmo que em escala mundial só tenhamos reconhecido esse charme há pouco tempo, a carreira de Tom, como a de vários em nossa lista, começou nos palcos, em Londres, e desde essa época já arrebatava corações e críticos. A representação dele como F. Scott Fitzgerald em “Meia Noite em Paris” é um exemplo da classe que ele exala em suas atuações. <3


Erm, ok, talvez não tanta classe assim...


E como se isso já não fosse suficiente, ele ainda interpreta um vampirobowiesco, ao lado da maravilhosa Tilda Swinton em “Only Lovers Left Alive”. Esse filme é uma das minhas resoluções pro ano novo!






E, ainda, a cereja no bolo é que Tom é ótimo em imitações! Ele faz um Owen Wilson melhor que o próprio Owen Wilson. A gente sabe que a minhasua tarde de natal vai se resumir a comer as sobras do almoço e rolar no sofá, então aproveita, pega o computador e se divirta vendo os filmes do Tom no Netflix e os vídeos dele no youtube. Basta digitar Tom Hiddleston funny moments ou impersonations, relaxar e o seu Natal vai ser de dar inveja.



Tom passando Natal no Rio


2ª POSIÇÃO - EDDIE REDMAYNE 




Se ainda não ouviram falar do Eddie Redmayne, fiquem tranquilos que vocês provavelmente vão ouvir até dizer chega, em 2015. Ele é um dos atores mais cotados a ganhar o Oscar de melhor ator, por sua performance interpretando Stephen Hawking no filme “A Teoria de Tudo”, que deve sair no Brasil em janeiro, e por isso ele ganhou essa 2ª posição no nosso TOP 5.


Vocês podem até não dar muito crédito, à primeira vista, a esse ruivinho meio franzino, mas não se deixem enganar pela cara meio de menino, meio ossuda, Eddie é um excelente ator.
O seu papel de maior destaque recente foi o de Marius na última adaptação de Les Miserables para o cinema. E gente, esse ruivinho canta! Não necessariamente é o melhor cantor que você já ouviu na vida, ou mesmo o melhor cantor considerando todas as adaptações do romance para os palcos e telas, mas se você não se emocionar com a cena solo dele neste último filme, parabéns, você já ganhou o troféu coração de pedra, e pode voltar pra rocha debaixo de onde você vivia! Não viu o filme ainda? Coloca na listinha de resoluções pra 2015, tá perdendo!



Confesso que ainda estou descobrindo o trabalho do Eddie, mas ele já é um nome que me leva a ver um filme, quase sem questionar. Adorei o trabalho dele em “Sete dias com Marilyn” no qual ele faz o papel de um jovem trabalhando na equipe de filmagem de um futuro filme com ninguém menos que Marilyn Monroe. Os dois se envolvem e desenvolvem uma relação que, apesar de curta é bastante intensa. O filme em geral é tão doce e delicado e todas as atuações são tão intensas e ao mesmo tempo leves que eu sempre paro pra ver o filme, quando o pego passando na TV.


Além de tudo, considerando a minha intensa quedaadmiração por ruivos, especialmente os britânicos, é muito natural que ele apareça nessa lista!



“Burberry, bitches!”, ou
 “ Se até Cara Delevigne gosta de mim, porque você não gostaria?!”


1ª POSIÇÃO - BENEDICT CUMBERBATCH 



Finalmente! Vou poder falar do mais recente objeto de minha obsessãoadmiração!
Ele é um meme? Ele é um alien? Uma caricatura? Saiba tudo sobre esse raro espécime hoje, no Globo Repórter.

 
 




Não posso dizer que sei tudo sobre o Benny (não importa o que a página do IMDB diz sobre o apelido dele, esse é o MEU apelido pra ele, e o único que conta), mas um dia eu chego lá! Apesar de toda essa talifanização, eu não me considero uma Cumberbitch (ou Cumberperson, ou parte do Cumbercollective), que é como se autodenominaram os fãs do ator. Eu gosto de pensar que sou uma pessoa mais controlada que isso em minha adoração. Eu não sou.

Com esse nominho fácil de pronunciar #sqn (se tentar repetir três vezes rápido, trava a língua!) a gente até entende porque ele demorou tanto para começar a aparecer frequentemente nas nossas telas e nas notícias de fofoca (que, convenhamos é o melhor famosômetro).

Mas não se enganem, antes de virar meme, Cumbie (pronto, criei outro apelido. Em outro post podemos discutir as possíveis implicações duplosentídicas dele) já era um ator reconhecido no Reino Unido, especialmente pelo seu trabalho nos palcos. E se estamos ansiosos com as enormes possibilidades de nominações a prêmios, que a representação dele do matemático Alan Turing, no filme “O Jogo da Imitação”, pode trazer, não devemos esquecer que a sua carreira no cinema também já é sólida. 

Eu ainda me espanto com a quantidade de filmes que tive que ver mais de uma vez pra saber que Benedict Cumberbatch estava lá. Já viu “Desejo e Reparação”? Ele tá lá. “Cavalo de Guerra”? Então. E aquele ótimo “O espião que Sabia Demais”? Pois é. “12 Anos de Escravidão”? Acredite. Não viu o Benny? Não tem problema! Netflix tá aí pra isso! Já viu “O Hobbit”? Perdeu o Benny nesse? Vou dar uma dica, presta atenção no dragão...



Mas o trabalho mais famoso do Benedict, o mais amado e o que o catapultou para o estrelato mundial e internético foi “Sherlock”. A série é mais uma adaptação dos contos do Sir Arthur Conan Doyle sobre o detetive consultor e seu companheiro Dr. Watson. Qual é a diferença dessa vez?


Ué, além de terem escolhido o deus extraterréstrico que é Benedict Cumberbatch?! Um elenco de primeira, uma produção incrível e um roteiro muito bom que conseguiu traduzir as histórias do século XIX perfeitamente para o século XXI, tornando o Sherlock Holmes do Benny um High-Functioning Sociopath (que se traduz quase literalmente pra cara esquisito pé-no-saco), resolvendo crimes em alto rpm em uma Londres cada vez mais caótica e linda.

Se não viu ainda coloca como PRIORIDADE ZERO na sua lista de resoluções pro ano novo (Bônus? Martin Freeman como Dr. Watson, Mark Gatiss como Mycroft Holmes e Andrew Scott como um maleficentíssimo Moriarty - irlandês, portanto, perfeito).

  



O que eu mais admiro no Benedict Cumberbatch não são os olhos azuis penetrantes ou as maçãs do rosto afiadas ou o corpo esbelto (mas não vou reclamar de nenhum desses também!). O que mais me impressiona, e que confirmo, toda vez que vejo um novo (ou antigo) trabalho dele é a sua versatilidade. 

Ele vai de Sherlock Holmes a Julian Assange conseguindo nos mostrar claramente como os personagens são diferentes (e similares, nesse caso). Todos os personagens dele que eu pude ver passam algo único; ele consegue suprimir suas características pessoais e destacar quaisquer características que o roteiro indicou para aquele personagem específico. E, por mais que você não tenha notado da primeira vez, tenho certeza que qualquer personagem do Benny, que você veja novamente quando reprisar um filme em que ele participe, vai deixar uma impressão.



BÔNUS! - RICHARD MADDEN



All Hail the King in the North!Se você não conhece a origem dessa expressão... bem, quer saber, continua debaixo da sua rocha, eu desisto!


“Como assim você nunca ouviu falar de mim?!” XATIADO, Robb Stark

Não, brinks. É dever desse blog expandir o seu conhecimento da cultura pop. E não é nada desagradável quando temos que analisar alguém como Richard Madden. Aqueles de nós que não vivemos embaixo da rocha imediatamente o reconhecemos como RobbStark da série Game of Thrones. 

E, [SPOILER], mesmo que não possamos mais vê-lo tentar reinar Westeros [FIM DO SPOILER], Madden está destinado à realeza pois seu próximo grande papel será como o Príncipe da versão não-animada de Cinderella (seja lá qual for seu nome!) que será lançada pela Disney em 2015!



Por outro lado, para a felicidade também do público adulto, Madden atuou como um paramédico na bem criticada série Sirens (8,1 no IMDB). Detalhes interessantes? O nome do personagem na série é Ashley, um nome geralmente dado a meninas, e ele é gay. 



How you doin’?!

Richard é mais experiente como ator do que seu irmão em GoT, Kit Harrington, mas seremos eternamente gratos à direção de elenco da série por terem trazido à atenção do mundo, e impulsionado ao estrelato, a beleza e talento escocês que é Richard Madden. Mal posso esperar pra enjoar de ouvir falar dele por aí! Vem 2015! :D


Richie se preparando pra sua festa de Ano Novo




Essa lista acaba por aqui, mas sabemos muito bem que ela não exaustou as possibilidades com relação a eyecandies interessantes atores britânicos surgindo. 

Não concorda? 

Preferia outra composição? 

Tem mais detalhes sobre alguém? 

Conta pra gente nos comentários!


Feliz Natal e Feliz 2015!

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Oie! Estou amando os Posts de vcs e bem: já que perguntou lá em cima eu vou falar Que o fofíssimo e lindíssimo Rupert Friend fez o (cara que me deu um pouco de ódio) sr. Wickham. O que casol com a Lydia. Na hora que eu vi a foto dele, lembrei da cara que ele faz quando vê o Sr. Darcy. PS: eu amo de coração a senhorita Jane Austen. Vocês são demais o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acertou em cheio, Amanda! Ele é o Mr. Wickham! Obrigada pelo comentário super fofo!

      Excluir