2 Top 5 Atores de Downton Abbey









Caras leitoras e caros leitores do Books, brownies and beyond,

É com muito orgulho que eu cedo mais uma vez esse espaço à Lady Barbara Brant para que ela apresente uma de suas seleções de altíssima qualidade.

Dessa vez, esse humilde ranking homenageia nada mais na menos que os belos exemplares da magnífica série Downton Abbey!

Se você já viu, eu aposto que você curtiu. Se você não viu, estamos te dando aqui cinco motivos incríveis pra correr e assistir já! (Tem no Netflix!) 

Espero que vocês gostem e digam o que acharam nos comentários! 

Beijos,

Laís



**TOP 5 ATORES DE DOWNTON ABBEY**

Neste sábado começa, no canal de TV por assinatura GNT, a 5ª temporada da maravilhosa série Downton Abbey! Pra comemorar, dar ansiedade em quem está esperando por essa estreia, e deixar curioso quem ainda não começou a ver o programa, preparamos mais um TOP 5 de atores gatos interessantes! Dessa vez só com os representantes masculinos que mais nos chamaram atenção na série até agora.

Praqueles que ainda não conhecem, ou conhecem pouco o programa, vou fazer um pequeno resumo (quem já conhece ou tiver de preguiça, pode pular essa parte!): 

Downton Abbey é uma série britânica do tipo period drama (como eles chamam por lá), que significa que é uma série do gênero drama cuja história se desenvolve num período histórico real, anterior ao contemporâneo. Em séries desse tipo, a época em que se passa a história tem grande presença ou influência no plot; todos os elementos característicos da época, como arquitetura, moda, música, comportamento, etc. são minuciosamente detalhados. No caso de Downton, a propriedade onde é filmada a série (Highclere Castle) pode ser considerada mais um personagem de tão importante e presente que é.


Neste period drama, então, acompanhamos a família nobre Crawley e sua leal equipe de serviçais, como são suas relações em cada um dos círculos e suas interações, as vezes carinhosas, as vezes conflituosas, mas sempre interessantes. A família é composta por:Robert Crawley, Earl of Grantham (ou, pros íntimos, Lord Grantham); sua esposa, Cora, uma rica herdeira americana com quem, sim, Lord Grantham se casou por dinheiro, mas acabou encontrando o amor <3; suas três filhas, da mais velha à mais nova: Lady Mary, Lady Edith e Lady Sybilque provam causar mais problemas do que eles jamais imaginariam; sua mãe Violet, a Countess Dowager, representada pela magnífica Dame Maggie Smith, que é simplesmente a jóia da série. 

Nota da Laís: Pra mim, ela será sempre a Minerva Mcgonagall!



A história, que ao longo da série cobre algumas décadas, começa em 1912 com a notícia do naufrágio do Titanic que afeta a família de maneira importante, já que uma das vítimas do acidente era um primo muito querido e que, como herdeiro de Lord Grantham, esperavam que se casasse com uma de suas filhas. Isso gera uma reviravolta, já que a propriedade, que se recuperou com o dinheiro da rica família americana de Cora, poderá ser deixada para outro primo,um estranho. A partir desse primeiro ponto, a história de cada personagem – tanto do núcleo da família quanto do núcleo dos serviçais – se desenvolve em arcos independentes, cada um com seus altos e baixos. Ou seja, tem muita história, muita nobreza, muita riqueza, muita festa, muito luxo, muito drama, muita intriga, muita maldade e tudo muito bem escrito, dirigido e produzido. Não tem como nem porque perder!

Downton Abbey é uma série linda, com personagens lindos, atores lindos, cenários lindos, tudo lindo. Vai ver.

Tentamos fazer essa lista sem dar nenhum spoiler de pontos fundamentais do plot, mas de qualquer forma, se você tem muito interesse na série, não a conhece ainda e odeia qualquer possibilidade de spoiler, proceda com cautela.

5ª Posição – Tom Cullen




Em Downton Abbey, o ator galês Tom Cullen representa ninguém mais, ninguém menos que Lord Anthony Gillingham, importante o suficiente para tentar roubar o coração da primogênita de Downton: Lady Mary Crawley.Lord Gillingham + Lady Mary Crawley: tá chique, tá nobre, tá perfeito...será?! 


pronta pro álbum de fotos da família!

Pra descobrir os detalhes dessa relação, você vai ter que assistir à série. O que eu posso te dizer é que, sem barba, sem tomar sol e com muita brilhantina no cabelo, Tom Cullen interpreta um quase-perfeito nobre, bastante liberal pra sua época, e charmoso o suficiente pra deixar bambas as pernas minhas, suas, e as de Lady Mary, todas juntas ao mesmo tempo.


“vou acertar seu coração e você cairá nos meu braços como uma patinha!” Sexy!

A presença internacional do LordCullen não é muito expressiva, apesar de ele estar longe de ser um iniciante, mas esperamos ver muito mais de suas sobrancelhas fartas agora que Downton o mostrou para o mundo!


E aqui Tom, o ator, contando sobre a experiência de atuar na série e sobre fazer vines com Maggie Smith! O_O




ninguém te contou? Torto é o novo sexy!


4ª Posição -Ed Speelers



Se você tem a impressão de já ter visto esse rostinho antes, pode confessar... você viu “Eragon”! (e gostou) Sim, o jovem ambicioso footman(lacaio)em Downton Abbey fez o doce e valente Eragon, quase 10 anos atrás!



Em Downton, Ed representa Jimmy Kent, um jovem que se aplica para a posição de footman e, logo em sua primeira cena, transborda o seu charme pra fora da tela, nos fazendo suspirar junto com toda a equipe de empregados, desde as ajudantes de cozinha até o ardiloso Mr. Barrow...!


“sim, Jimmy Kent, à sua disposição – pra roubar seu coração.”

Apesar de jovem, Jimmy é ambicioso e sempre procura um jeito de se dar bem. Ele sabe que atrai olhares e usa sua beleza e simpatia pra tentar conseguir vantagens, onde puder. E quem somos nós para condená-lo!hêhê.Mas esse abuso de beleza acaba trazendo sérios problemas pro rapaz, afinal, Downton não seria Downton sem reviravoltas!


“se você não disser que eu sou lindo eu vou apertar todos 
esses interruptores aqui e...e você vai ver!”

Apesar de usar sua beleza, Jimmy é um personagem nada superficial e que chega para levantar algumas poeiras nos andares de baixo de Downton... e algumas nos andares de cima também! Nada que nenhuma das empregadas não esteja ansiosa para limpar!


“afff...”

3ª Posição – Rob James-Collier



Ah... Mr. Barrow!

Você nunca soube que o cão chupando manga podia ser tão lindo! Thomas Barrow consegue ser tão malvado quanto é bonito. E charmoso. E elegante.



A ambição de Jimmy Kent pode ser quase desconsiderada, perto da ambição de Barrow. E este personagem não é só ambicioso; Ardiloso, manipulador e aproveitador, ele faria quase qualquer coisa para alcançar seus objetivos, sejam lá quais forem eles! 

Alguém foi preso; o cachorro morreu; tem rabo preso; o bolo queimou; o gato subiu na estante e derrubou o vaso da dinastia ming, não importa, pode ter certeza que ou Mr. Barrow está por trás do malfeito ou tentará tirar vantagem dele.



Apesar de todas essas quizumbices, Thomas Barrow não é um personagem malvado, ou o vilão da série. Pelo contrário, ele é um dos personagens mais multifacetados, profundos e humanos do programa e passa por diversas transições que são cativantes de assistir e são representadas com muita sensibilidade pelo Rob. Uma característica interessante do personagem é que ele é homossexual numa época em que isso era, não só altamente condenável socialmente, como crime, no Reino Unido.* Muitas vezes, esse traço faz com que a trajetória do personagem seja triste, mas, por outro lado, oferece uma janela interessante para observação sobre como isso era tratado por ele e por outros.



Barrow passa por quase tudo em Downton, desde a Guerra até uma promoção e, acompanhando esses altos e baixos começamos a pensar que talvez, só talvez, se ele tivesse mais amor em sua vida, muita gente em Downton teria se livrado de um monte de problema!

Eu torço pra que ele tenha um final feliz na série. Vamos fazer uma campanha? #finalfelizproBarrow. O que você acha, Laís? Legal né? Né? Laís? Laís?!

*Laís sai da sala*

Mas Laíííís, olha essa carinha! Não tem como não desejar um final feliz pra essa carinha!

"Laís, me ame!"

Nota da Laís: Gente, ele é um monstro! Hahaha Final feliz pra ele coisa nenhuma! Ele é gato. Mas, é super malvado.

*(uma nota: homossexualidade só começou a deixar de ser crime no Reino Unido a partir de 1967.Pensem sobre isso.)

2ª Posição – Allen Leech
  

Não vou mentir, o que eu gosto no Allen Leech é simplesmente o fato dele ser irlandês. Pronto. É isso aí. Próximo!

Não, brinks, ele ser irlandês lhe confere um certo charme especial, mas não é a única razão pra curtir esse ótimo ator e também, claro, seu personagem em Downton Abbey!

Tom Branson chega a Downton como motorista o que é uma novidade por si só, já que carros são artigos recentes na primeira temporada da série que se passa na primeira década do século XX. Porém, claro que Tom não poderia ser simplesmente um motorista que passa batido por nossas telas. 

esses culotes.... Como. Lhe. Dar.

Seu personagem é um irlandês, socialista, nacionalista, republicano trabalhando numa propriedade da nobreza inglesa na época em que toda a ilha da Irlanda ainda estava sobre controle da monarquia britânica e a República da Irlanda ainda era uma realidade muito distante (a série começa em 1912 e a República da Irlanda só obtém esse nome, oficialmente, em 1949!). É claro que não pode dar certo! Tom é um rebelde que ansia por voltar ao seu país mas se vê fazendo mais laços em Downton do que gostaria...

Se tem um personagem que passa por altos e baixos – literalmente – em Downton, esse personagem é Tom Branson. Como uma pessoa que já assistiu à 5ª temporada, tenho que me segurar para não dar spoilers, mas posso dizer que sua jornada na montanha-russa começa com Tom desenvolvendo uma paixão quase platônica pelo bebê da família, Lady Sybil. 



Ela também tem um espírito rebelde e confrontador e acaba arrastando Tom para várias confusões. Em alguns momentos você acha que eles são perfeitos um para o outro (apesar de todas as gigantes diferenças); noutro momento você já não tem tanta certeza assim. Para vocês terem ideia, no meio de tantos personagens instigantes e interessantes, pra mim, a história do Branson só tem como rival a trajetória da primogênita Lady Mary em termos de emoções, feelse lágrimas (oh, os rios de lágrimas) produzidas.

Além disso tudo, Allen Leech parece ser um cara super legal! E sabe de quem ele é bestfriend?! Sabe, Laís?! Do Thom...quer dizer, do Rob James-Collier! 

Além de ver o ótimo trabalho do Allen na 5ª temporada de DowntonAbbey, teremos o prazer de vê-lo no filme “O Jogo da Imitação”, ao lado do alienlindo papai Benedict Cumberbatch (aliás, de quem falamos no Top 5 atores britânicos! Lembra?).



1ª Posição – Dan Stevens 



Pare tudo o que você estiver fazendo e tire uns bons 10 minutos para ler essa parte do post. Não porque ela será especialmente longa, mas porque duvido que você vá conseguir desviar o olhar das piscinas de gelo que são os olhos de Dan Stevens.


Nota da Laís: lindoooooooooooooo!!!!!!

Pois é, eu te avisei. E se você ficou hipnotizadx só com a foto, imagine ao assistí-lo na série quando esses olhos são capazes de insinuar as mais variadas emoções, rodeados por vistas incríveis!... Isso, respira fundo. Mais uma vez... e, pronto! Vai correndo assistir a série!

Ok, eu prometi que contaria mais do personagem e do ator. Dan Stevens não é nenhum novato, e tenho certeza que você já o viu em algum filme ou outra série, mesmo que você não se lembre assim, imediatamente.Austenmaníacos, alerta: ele faz Edward Ferras na versão seriada de Razão e Sensibilidade produzida em 2008 pela BBC. Pronto! Agora além de Downton você tem mais uma bela oportunidade de observar Dan Stevens e seus olhos mágicos em ação!


O personagem de Stevens em Downton Abbey é fundamental. Matthew Crawley é um advogado praticando em Manchester e vivendo com sua mãe, Isobel, que também é uma trabalhadora, uma enfermeira. Inesperadamente, Matthew recebe uma carta lhe informando que o seu nominho não é nenhuma coincidência e, sim! Ele é um primo distante de Lord Grantham e, até o momento, o único herdeiro deste - cuja principal propriedade é Downton Abbey. Grantham possui apenas filhas, e essas não podem ser herdeiras de seu pai simplesmente por que são mulheres e por existir um outro homem na família – mesmo que distante – mais novo que Lord Grantham(não, a série não se passa na idade média, e sim no início do século XX, mas nobreza é isso aí!). 

Matthew a princípio reluta em assumir sua posição como herdeiro, especialmente por causa de seu trabalho. Sua relutância, diferente do sugerido por sua mãe, não é infundada. Matthew (mesmo com os olhos de Dan Stevens),não é bem recebido em sua futura propriedade e seus atuais habitantes se alternam entre desprezá-lo por não ser nobre e tentar fazê-lo se casar com Lady Mary, uma vez que isso faria com que a propriedade permanecesse, em parte, com o ramo principal da família. 


Ele essencialmente chega para botar a vida em Downton de cabeça para baixo, e mesmo sendo um homem inteligente, culto, pacato, moderado e charmoso, não consegue evitar pequenos atritos com todos os membros da família. Os diálogos entre a Countess Dowager e Matthew e sua mãe são impagáveis e brilhantes, e são, com certeza, uma das primeiras coisas que atraem na série - pra nunca mais voltar atrás. A partir deste início tempestuoso, como você já percebeu ser comum em Downton, nada se acalma para Matthew ou qualquer um dos moradores da propriedade. Prepare-se para a outra grande montanha russa! 


Novamente, tenho que me conter para não revelar nada àqueles que ainda não começaram suas aventuras em Downton ou estão em seu início, mas se você curte emoções fortes e usar lencinhos de papel, Matthew Crawley e DowntonAbbey foram feitos para você.




Resolvi colocar duas fotos de Dan Stevens aqui porque.... porque... 
bem, por que não?!

Bônus! –Gary Carr




A presença de Gary Carr na série não é muito longa, mas é definitivamente estelar, por isso ele não podia deixar de aparecer por aqui!



Gary representa o vocalista Jack Ross líder de uma banda que se apresenta em Londres enquanto boa parte da família de Downton está na cidade.


Transbordando charme e carisma, Jack chama a atenção de Lady Rose, a jovem prima das Ladies de Downton. Rose é o personagem que nos faz lembrar que jovens e adolescentes, se comportam de maneira muito parecida, não importa a época em que vivem. Rose vive em Londres e quer se aventurar, viver sua vida como bem entender e não gosta muito da ideia de se conformar com a vida que seus pais pensaram para ela. Em um desses momentos de rebeldia, Lady Rose inicia um romance com Jack Ross, que, não só é negro como cantor, um boêmio, um homem da noite! 



Todas fazem a Juliana na família Crawley quando descobrem (DES-MAI-A-DOS), é um escândalo! Apesar de curto – Rose, depois de todas as travessuras é mandada pra morar em Downton, pra ver se cria juízo na cabeça – o romance é intenso e rende cenas belíssimas e ótimas de assistir. Definitivamente é uma das linhas da história que me deixou com gostinho de quero mais e eu não me importaria nem um pouco de ver mais Gary Carr por aí!



A mensagem é: amigx vai ver esse troço! ‘garra na tevê e não larga mais!

Gostou da nossa seleção? 

Preferia ver Mr. Bates por aqui? (confeeeessssa...) 

Não concorda com minha secreta adoração ao Mr. Barrow? 

Conta tudo nos comentários!


Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Meu Deus!! Que detalhes! E não deram nadica de spoiler. Vcs estão de parabéns! Acompanho a série desde i ano passado, e confesso que é a melhor coisa que eu decidi assistir. Amei o blog de vcs! Bjbj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, obrigada pelo carinho! Que bom que você gostou!! Nós também amamos Downton Abbey e vamos ficar muito felizes se você acompanhar o Books, brownies and beyond sempre! Um beijo!

      Excluir