2 Tapete Vermelho - Kate Middleton



Olá, pessoal!

Não sei se já notaram, mas a Laís é bem ligada na cultura e nas personalidades britânicas.


Então, porque não fazer novamente uma pequena visita à Inglaterra? Dessa vez, o Tapete Vermelho vestiu o manto e a coroa, passou pelos guardas do Palácio de Buckingham e foi xeretar a vida da Duquesa de Cambridge, Kate Middleton!



Há muitos boatos que rolam sobre a duquesa. Muitos dizem que ela era pobre quando conheceu o príncipe William (alguns até a acusam de aproveitadora) e outros dizem que o casamento dela já era planejado pela mãe e pela própria muito antes deles se conhecerem. Bom, vejamos...

A moça já é uma celebridade consagrada pelo mundo todo, isso sem nem pestanejar, afinal, casou com um dos rapazes mais cobiçados do mundo, dono de uma linhagem invejável.

A capricorniana Catherine Elizabeth Middleton nasceu em 9 de janeiro de 1982 na pequena cidade de apenas de 150 mil habitantes, Reading, no condado de Berkshire, na Inglaterra.

Filha de Michael Middleton, um ex-despachante de voo e de Carole Middleton, uma ex-assistentente de bordo. Ambos eram funcionários da British Airways. Kate, hoje com 33 anos, é a mais velha dos três filhos de Carole. Philippa, ou Pippa como prefere ser chamada, tem 31 anos e é apenas 20 meses mais nova da irmã. James, de 27 anos, é o mais novo e é rotulado pela imprensa como um baladeiro de plantão. Todos de sua família têm olhos azuis menos ela, cujos olhos são verdes.

Aos dois anos, sua família mudou-se para Amã, na Jordânia, pois o pai tinha conseguido um emprego no aeroporto internacional da cidade, e Kate passou a frequentar uma escola infantil de lá. 

Em 1986, a família regressou ao Reino Unido e abandonou suas carreiras na aviação para iniciar um negócio que mudaria principalmente o destino de Kate: investiram numa companhia que vendia material para festas infantis via catálogo, a Party Pieces. A empresa mostrou-se um sucesso e tornou os Middletons milionários, permitiu que Kate pudesse frequentar a high society britânica conforme foi crescendo. Aqui, desconstruímos o mito de que Kate Middleton era pobre quando entrou na faculdade.

Aliás, falando na linhagem de Kate, sabia que ela é parente distante do marido, o príncipe William??? ISSO MESMO!!! Eles são primos de décimo quinto grau, ligados através da Família Fairfax, no século 16, que eram descendentes de Eduardo III.

Kate frequentou ótimos colégios durante os ensinos fundamental e médio, mas também teve uma infância bem comum. Aos 8 anos, ela se tornou bandeirante e atuou como escoteira dos 7 aos 10. Durante seus afazeres nos acampamentos, Kate lavava louça, limpava o chão, descascava batatas e convivia com animais, ordenhando as vacas e alimentando as galinhas. Frequentou a St. Andrew's School até aos seus 13 anos. 



Ao chegar ao colegial, foi matriculada em Marlborough College, uma escola particular cuja anuidade é de quinze mil libras esterlinas. Lá, Catherine tornou-se uma garota popular e desportiva, passou a atuar como capitã da equipe de hóquei em campo. Era apaixonada por tênis assim como sua falecida sogra, a princesa Diana, e organizava no colégio os eventos relacionados ao esporte. Ela também é craque no no esqui.

Algumas fontes afirmam que Catherine inscreveu-se na Universidade de St. Andrews em Fife, na Escócia, por ser a mesma que o Príncipe William escolhera e que ela teria sido persuadida por sua mãe a abandonar a sua primeira escolha de curso na universidade. Entretanto, tal história é tida como pura ficção por aqueles que conhecem a família Middleton, e seu argumento é que, no início da Universidade, Catherine já namorava um outro rapaz, o estudante de Direito, Rupert Finch. 

Mas era fato que Kate era fã do príncipe William e mesmo não sendo verdade que ela escolheu a universidade por causa do príncipe, não haveria problema nenhum se ela tivesse o feito, até porque É O PRÍNCIPE WILLIAM, NÉ GENTE?! Kate era fã assumida do príncipe e sua mãe, grande admiradora da realeza britânica. Assim, fica fácil acreditar que ela tenha planejado fazer a mesma universidade e tenha sido influenciada pela mãe a fazer o mesmo curso. Outras fontes dizem que a primeira opção de Kate era estudar moda.

Assim, Kate conheceu William na universidade quando os dois estavam graduando História da Arte, logo no primeiro ano da faculdade, em 2001. Tempos depois eles descobriram que poderiam ter se conhecido antes, porque ambos tinham feito trabalho voluntário em Santiago do Chile no ano anterior. O charme de Kate logo surpreendeu William, mas foi depois de um desfile de moda da universidade, o “Don’t Walk”, em que Kate arrasou na passarela com um vestido transparente com o qual ela realmente chamou a atenção do príncipe.



SIM, EU TAMBÉM FIQUEI CHOCADO. (Obs.: Em 2011, esse vestido foi leiloado por cerca de R$254.000, sendo que ele custou menos de R$100.)

Como se pode ver, antes de se tornar duquesa, Kate tinha os cabelos encaracolados e tinha problemas em domar os cachos. Hoje, ela tem um dos cabelos preferidos do público e um dos mais copiados nos salões de beleza.



No segundo ano, Kate e William passaram a dividir o mesmo teto e depois se mudaram com mais dois amigos para no Norte de Gales. No primeiro período universitário, confuso e desestimulado, William queria desistir da faculdade. A Kate é atribuída a sua permanência, quando trocou História da Arte pelo Curso de Geografia. Esse é mais um fato que alimenta os boatos de que Kate entrou na faculdade para conhecer e se relacionar com o príncipe, já que ela é a principal responsável pela permanência dele não necessariamente no curso, mas na faculdade.

William e Kate sempre se comportavam com muita discrição, não demonstrando gestos de afeto em público, deixando os lugares separadamente e nunca andando de mãos dadas e sempre acobertados pelos fiéis amigos. Em 2004, a imprensa já havia começado a especular sobre o relacionamento. Fotos e vídeos do apartamento em que moravam com os amigos foram divulgados em vários jornais mundiais. Em 31 de março de 2004, finalmente, Kate e William foram flagrados aos beijos nas montanhas Klosters, quando o príncipe confirmou o namoro. O relacionamento teria florescido entre finais de semana na propriedade da Rainha Elizabeth II em Balmoral, em casas de campo e no apartamento de Catherine no bairro de Chelsea, em Londres. 

E se tornar da realeza requer segurança. Quando firmou o namoro com William, Kate precisou de proteção extra e já tinha seguranças desde então. Assim que o casamento foi anunciado, ela "ganhou" quatro guarda-costas da Scotland Yard para protegê-la o tempo todo.

Os dois também viajaram juntos para o Quênia no verão de 2005. Foi nessa viagem ao Quênia, que William teria feito o pedido de casamento. A partir daí, o relacionamento correu o mundo. Harry, irmão de William, abriu mão de parte de sua herança e cedeu o anel que havia herdado de sua mãe, a princesa Diana, para que William pudesse pedir Kate em casamento. O anel de noivado conta com uma safira e 14 diamantes e foi um presente do príncipe Charles para Diana.



(Pelas unhas não esmaltadas de Kate dá pra perceber que ela não liga muito pra isso, revelando sua personalidade simples.)

O casamento realizou-se a 29 de abril de 2011, na Abadia de Westminster, em Londres. O evento foi assistido por 2,5 bilhões de pessoas ao redor do mundo, um recorde. Foi considerado feriado nacional no Reino Unido, e mobilizou 5 mil agentes policiais por toda a cidade de Londres. Milhares de pessoas vindas do mundo inteiro armaram suas barracas. Kate recebeu o título de Duquesa de Cambridge (ela não poderia ser princesa, pois não é filha de Elizabeth II), assim como William recebeu o título de Duque de Cambridge. Aliás, é habitual para homens da realeza britânica receber um ducado quando se casam.



O anúncio da gravidez em dezembro de 2012 foi acompanhado do anúncio de que Kate estava internada por causa de complicações na gravidez. Ela sofreu de hiperêmese gravídica, que é um excesso de vômito e fortes náuseas durante a gestação. Com isso, era necessário que ela recebesse hidratação e que tivesse uma alimentação reforçada. George Alexander Louis nasceu em 24 de julho. O nome era um dos mais cotados nas casas de apostas britânicas, também um dos mais favoritos entre o povo.



Em 8 de setembro de 2014, a Casa de Windsor confirmou a segunda gravidez da Duquesa, que já vinha sendo especulada pela mídia. Na manhã de 2 de maio de 2015 Catherine deu entrada no Hospital de St. Mary, em Londres, acompanhada pelo marido, o Príncipe William. A bebê nasceu às 8h34 locais, com 3,71 kg. A princesinha foi batizada de Charlotte Elisabeth Diana.



Kate teve vários apelidos ao longo da vida. Quando ainda morava no alojamento do “Malborough Collegge”, ela não bebia e nem fumava, fazendo com que os amigos a chamassem de “Middlebum”, uma mistura de seu sobrenome com a palavra “bum”, que, em inglês, significa “fazer nada”. Já entre as mais próximas, Kate era chamada de “pateta”, porque amava fazer piadas sobre todo o tipo de assunto. Ao longo do tempo – e por sua fixação pelo príncipe -, a plebeia ficou conhecida por “Princess in Waiting”, que siginica algo como “aspirante à princesa”, como ficou conhecida até mesmo pelos tablóides até confirmar a data de seu casamento.

Os pais de Kate são conhecidos pela simpatia. Quando a imprensa descobriu sobre o namoro dela com o príncipe William, o pai da moça disse estar muito feliz com a notícia, mas acreditou que a filha não viraria princesa. A mãe também sempre foi conhecida por ser muito sorridente e acenar para os fotógrafos de plantão. Durante uma entrevista à "Vanity Fair", uma amiga da família disse: “William adora passar os feriados com o Middleton porque eles são muito tranquilos”.

Se hoje Kate Middleton é ícone da moda reconhecido pelo mundo todo, saibam que não foi bem assim. Na sua época de plebeia, desde o colegial até o casamento, Kate não fazia mil produções para sair de casa, muitas vezes saía bem simples, outras combinava cores que não se dão muito bem juntas, tipo amarelo, rosa e verde. Resultado: 



GENTE, E ESSE TERCEIRO LOOK??? HEEEEEELP!!!! 

Apesar de pertencer à realeza, Kate Middleton é uma pessoa que prefere manter uma rotina sem muitos luxos. A duquesa abre mão do exército de empregados dos quais tem direito. Ela só pediu ajuda depois do nascimento de seu primeiro filho, o príncipe George. Uma das parteiras que acompanhou o nascimento do herdeiro foi escolhida para auxiliar o casal a cuidar do primeiro filho. 

Eles querem passar a imagem de uma família comum para George, com pai e mãe que colocam a mão na massa. Além dela, eles contam com a ajuda de uma empregada doméstica, mas Kate é quem gosta de cozinhar e comprar a própria comida. Aliás, ela gosta de fazer chás e torradas para amigos e familiares nos dias de folga.

Kate gosta mesmo de mostrar que é do povo. Além de abrir mão de vários empregados, ela gosta de usar roupas de lojas de departamentos, como a Topshop, e não gasta muito dinheiro em seus vestidos. A duquesa é cliente da marca Issa London, criada pela brasileira Daniella Helayel. Mesmo gastando pouco com suas peças e repetindo alguns looks, ela nunca perde a elegância.

Ela tem sua própria Barbie. A duquesa inspirou a boneca que, apesar de não ter o rosto tão idêntico ao dela, tem o estilo representado com perfeição nos mínimos detalhes. Mas a boneca não é tão fácil assim de encontrar, pois foram feitos apenas 10 mil exemplares.



Discreta, Kate Middleton usa unhas curtas e sem esmaltes. Ao se maquiar, adota um visual simples, apenas com lápis e máscara de cílios. Apesar de ser um ícone de estilo, ela gosta de misturar roupas de grifes com peças populares na hora de se vestir. Kate virou destaque no mundo da moda. A garota que, na adolescência, foi flagrada com roupas duvidosas, também ganhou estilo e foi parar na lista das mais bem vestidas pela revista "People". A plebeia parece se espelhar muito nas roupas de Lady Di e já foi flagrada em vários eventos usando trajes bem semelhantes ao da mãe de William.



Kate, além de ter parentesco distante com a família real, também tem na família o general George S. Patton, muito conhecido na Segunda Guerra Mundial e odiado até mesmo pelos seus soldados. Além disso, ela também é parente, em 8º grau, de George Washington e também é prima em 15º grau da apresentadora Ellen DeGeneres.

Mas afinal, você sabe quais são as funções de uma duquesa? Porque não só de mamata vivem as duquesas, sabia? No caso de Kate, a principal função da Duquesa de Cambridge é oferecer suporte e ajuda à Rainha Elizabeth II em seu papel de soberana do Reino Unido. Sua estreia oficial na vida pública como membro da Família Real Britânica deu-se em 24 de maio de 2011 quando, juntamente a seu esposo, recepcionou o Presidente dos Estados Unidos Barack Obama e sua esposa Michelle na visita oficial do casal ao Reino Unido. 

Entre 30 de junho e 10 de julho de 2011, o Duque e Duquesa de Cambridge realizaram sua primeira viagem oficial ao exterior, passando por Canadá e Estados Unidos.

A Duquesa atuou pela primeira vez como anfitriã durante um jantar de apoio à instituição de caridade In Kind Trust, em 27 de outubro de 2011. O Príncipe de Gales, anfitrião inicial do evento, foi pego por um imprevisto, colocando sua nora para substitui-lo.

Juntamente a seu esposo, o Duque de Cambridge, e a seu cunhado, o Príncipe Henrique de Gales, a Duquesa foi nomeada embaixatriz dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012, bem como dos Jogos Paraolímpicos, que realizaram em Londres. A duquesa foi embaixadora das seleções britânicas feminina e masculina de hóquei em campo que participarão nos Jogos Olímpicos. Durante o ano de 2012, também realizou, na companhia de William, viagens oficiais a Malásia, Singapura, Ilhas Salomão e Tuvalu, em honra do Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth II, na qualidade de seus representantes.

A Duquesa de Cambridge é patrona de quatro instituições: East Anglia's Childrens Hospital (hospital infantil), National Portrait Gallery (galeria de arte), The Art Room (oferece, por meio da arte, auxílio a crianças com dificuldades emocionais e de comportamento) e Action on Addition (combate às drogas).

Kate realmente é uma mulher muito sortuda. De origem humilde, seus pais ascenderam na vida com trabalho duro e Kate soube dar valor a cada suor que eles derramaram. Começou a frequentar a alta sociedade britânica e bons colégios e cursos, mas não deixou que o dinheiro lhe subisse à cabeça, manteve sempre seu espírito humilde. Sonhava em casar com um príncipe encantado e literalmente realizou seu sonho. Virou realeza, duquesa, princesa, mas não deixou o palácio e a fama lhe tirarem sua humildade. Kate é um exemplo de caráter para todos nós.



Porém, venhamos e convenhamos que a vida de realeza deve ser um tanto quanto puxada, né? Imagina a etiqueta e o protocolo que deve ser seguido? Tudo que Kate faz é controlado. Imagino também como deve ter sido difícil no início para ela, adentrar em uma família real e ser vista como plebeia.

Qual sua opinião sobre Kate? Acha que ela foi oportunista ao “perseguir” William? Como acha que deve ser a vida dela dentro de Buckingham? Alguma sugestão ou crítica? Conta aqui pra gente!

Até a próxima!

Breno P.

4 Projeto Poupa Laís - 1º Mês



Oi!

Eu to super feliz de anunciar que ontem foi o último dia do primeiro mês do Projeto Poupa Laís! =D Achei que passou rápido, e vocês?

Eu não acertei tudo de cara mas, ainda assim, já notei uma grande diferença (no cartão de crédito especialmente)!

Se você tá chegando agora e não tá entendendo nada do que eu tô falando, aqui vai a explicação: O Projeto Poupa Laís foi uma iniciativa inaugurada aqui no blog no dia 15 de maio que é nada mais nada menos que uma tentativa de economizar dinheiro. Pra saber como funciona o projeto e o que me motivou, clica aqui!

Para aqueles que já estão acompanhando, vamos refrescar a memória!



Achei que o melhor jeito de fazer um resumão seria repassar ponto por ponto e dar uma idéia geral sobre o que eu consegui manter ou não. Vamos aos resultados!

Eu não posso comprar NENHUM livro

Essa é difícil, mas eu cumpri com 100% de sucesso. Acho que essa meta já diminuiu em 90% as minhas idas à Livraria Saraiva. Isso é um ponto importante: quanto menos eu vejo, menos eu quero. Se você quer evitar gastar dinheiro, evite aquelas lojas que chamam muito sua atenção. Funcionou pra mim!

Eu não posso comprar NENHUM material de papelaria

Esse item eu também cumpri 100%. Não comprei nada relacionado à papelaria nesse tempo, o que é ótimo, porque geralmente essas coisas são caras. Já tentou fazer uma comprinha casual na Papel Craft? Pois é, um susto no bolso! Tá aí um gasto que pode ser evitado sem afetar muito sua vida.

Eu não posso comprar NENHUM item de maquiagem

Eu não comprei NENHUMA maquiagem durante esse mês. Sério! Embora eu esteja super bem abastecida de sombras e batons, meu único BB Cream está dando seus últimos suspiros e eu to morrendo de medo dele acabar e eu ficar sem nada até o ano que vem (eu não tenho base!). Enfim... vou deixar pra pensar nisso quando a tragédia finalmente acontecer! Haha


Eu só posso jantar fora DUAS vezes por semana

Esse item não foi 100% porque eu furei em uma das semanas. Mesmo assim, achei que no geral funcionou muito bem. Cozinhar toma tempo, e qualquer ida ao mercado é um gasto considerável, mas com tudo isso, ainda sai muito mais em conta do que comer fora. Eu quero muito ter 100% de sucesso nessa meta durante o próximo mês.

Eu só posso gastar até R$ 150,00 em roupas ou acessórios por mês

Esse item foi quase 100%! Haha Eu precisei comprar um casaco e um cinto que custaram respectivamente R$139,00 e R$11,90, ou seja,  R$150,90!!! Passei a meta estabelecida em apenas R$0,90. Pra compensar, esse mês só vou dispor de R$149,10. Acham justo?

Eu só posso ir ao cinema UMA vez por mês

Eu não fui ao cinema nenhuma vez durante esse período! Acho que fiquei com tanto medo de “gastar” minha vez com algum filme que não valesse a pena que fiquei seletiva demais. Tô pensando se eu considero essa chance "queimada" ou se utilizo em algum outro mês. O que vocês acham?

Eu só posso gastar até R$25,00 no almoço

Essa é, sem dúvida, a meta mais difícil! Eu tive muita ajuda porque comi na casa da minha avó muitas vezes (durante o feriado), viajei a trabalho e tive alguns compromissos também de trabalho nos quais eu não tive que desembolsar nada durante os almoços. O chato é que sobram poucas opções de lugares onde eu possa comer com esse valor. E, além disso, quando é na zona sul fica ainda mais difícil achar algo dentro desse preço. Pela dificuldade, achei melhor adaptar a meta só pra variar e não deixar a regra muito complicada de manter: UMA VEZ POR SEMANA eu posso ultrapassar esse valor. Acho que essa exceção vai tornar a regra mais fácil de seguir no geral.

Eu vou anotar todos os meus gastos

Eu anotei. Durante os três primeiros dias! A tarefa que deveria ser a mais fácil acabou sendo a mais impossível e tudo por culpa de preguiça e muita amnésia seletiva. Eu sempre esquecia de anotar na hora e depois não lembrava do valor exato... enfim, culpa totalmente minha. Eu realmente acho que anotar ajuda no processo. Você fica mais consciente do quanto de dinheiro está saindo a cada compra que você faz. A partir de amanhã o caderninho ficará direto na minha bolsa e eu vou tentar com mais afinco deixar ele em dia.

No geral, achei que a evolução foi muito boa e acarretou de cara numa redução de R$600,00 no meu cartão de crédito. 


Dez pontos pra Grifinória!


Esse resultado me deixou mais motivada a manter o desafio e, quem sabe, até cortar mais alguns gastos que eu nem tinha previsto anteriormente.

Além disso, achei que ter essas metas me fez pensar um pouco mais nos gastos e ser menos impulsiva. Por não ter muita brecha, acho que me forcei mais a avaliar o que de fato era essencial ou, pelo menos, mais importante.

Pra resumir: to feliz e vou seguir em frente!

E vocês? Como acharam que eu me saí?

Como vão os projetos de economia de vocês? 

Tô curiosa pra saber se vocês também estão conseguindo poupar!

Contem tudo nos comentários! =)

2 Lista de Desejos Consumistas #3



Oi!

Enquanto eu faço o máximo pra manter de pé o Projeto Poupa Laís (e já tivemos alguns avanços!), olhar algumas novidades e sonhar com algumas comprinhas impulsivas não tira pedaço! haha

Por isso, achei que tava na hora de dividir com vocês esses achados que merecem ser vistos e apreciados.

Vamos lá?



"Olha todas essas coisas que eu ainda não posso comprar!"





1 - Livro Novel Interiors
Esse livro é apenas uma combinação maravilhosa: literatura + decoração! Ele te dá dicas sobre como decorar seu lar com referências inspiradas em romances clássicos como Razão e Sensibilidade, O Morro dos Ventos Uivantes e o Retrato de Dorian Grey. Ele pode ser comprado na Amazon por US$ 25,82.

2 - Sapatilha Tutu por Melina Souza
A Mel, do blog A Series of Serendipity, lançou uma coleção muito fofa com a marca Tutu Ateliê de Sapatilhas que é composta por esse modelo da foto (Sweet Mint Serendipity) e um outro (Nude Serendipity) com um tom nude mais rosado. Pode querer os dois? Cada um custa R$165,00.

3 - Perfume La Petite Robe Noire
Faz tempo que estou louca pra ter esse perfume. Como qualquer produto da Guerlain, ele é apenas fantástico e tem um cheiro de riqueza, do jeito que eu gosto, bem floral e um pouco doce. O frasco da versão Eau de Parfum com 30 ml pode ser comprado na Sephora por R$210,00.

4 - Carimbos de letras e números
Minha coleção de coisas de papelaria só vai ficar completa e feliz quando eu tiver esses carimbos fofos. Esses são vendidos na Toda Coisinha por R$61,00.


5 - Livro The Signature of All Things
Esse livro é um dos meus favoritos da vida inteira e eu ainda não superei o fato de não ter essa edição em capa dura com essa arte linda. Ela está à venda na Saraiva por R$111,90.

6 - Blur Mágico L'oréal
Sintam-se apresentados ao novo produto da moda: o Blur Mágico da L'oréal. Esse poção mágica tem um efeito óptico que disfarça rugas, linhas e poros e te deixa com pele de boneca. Você pode comprar na Dafiti por R$39,90.

7 - Bolsa Mini Carson
Eu tenho muita vontade e nenhum dinheiro pra realizar o sonho de comprar uma bolsa Kate Spade! haha O fato é que sonhar não custa nada e eu acho esse modelo uma belezinha. Quem sabe um dia? Essa custa R$728,00 no site da Kate Spade.

8 - Paleta Naked Smoky
Siiiiiim! Existe uma nova Paleta de sombras Naked no mundo! E, como sempre, já sabemos que a novidade terá cores lindas, fáceis de coordenar entre si e, principalmente, com alta qualidade, duração e pigmentação. Ela deve chegar ao Brasil lá pro fim do ano custando algo em torno de R$220,00.


E aí, curtiram os achados? 

Se apaixonaram por algum deles?

Contem nos comentários!



2 A Revista Capricho vai acabar =(

Follow my blog with Bloglovin









Essa foto é de uma das minhas edições favoritas,
com a Grazi na capa!


Admito que uma pequena comoção tomou conta de mim quando,  há alguns dias, eu li a notícia de que a Revista Capricho (ai ai... a boa e velha Capricho) seria descontinuada (em sua versão impressa).

A primeira coisa que me passou pela cabeça era como eu adorava ler essa revista. Ficava ansiosa, perguntando quase toda semana na banca se a revista nova já tinha chegado. 

Teve um ano que eu ganhei uma assinatura de presente de aniversário. Haha Sonho realizado!  Aí, foi o porteiro que não teve paz. Perguntava TODA VEZ que passava pela entrada do prédio:

“Minha revista chegou?”

Rasgava o plástico com cuidado pra não deixar nenhuma marca ou arranhão na capa, e avaliava se a edição tava mais gordinha ou magrinha (quanto mais páginas melhor). Eu não pulava nenhuma parte, nenhuma matéria e nem o índice porque eu queria aproveitar o máximo daquela experiência. E depois repassava pras amigas. Todas tinham que ler pra depois comentarmos os fatos, os testes, as modas, tudo que a revista trazia. E, depois, claro, a revista tinha que voltar pra minha casa, onde eu empilhava na minha coleção que ficava na prateleira de cima do guarda-roupa.

Era um apego infinito. Tantos momentos divertidos!

A Capricho significava ler o horóscopo em voz alta pras amigas e decidir se ele estava batendo ou não com a nossa realidade, significava ler as entrevistas das suas celebridades favoritas que estavam na capa e achar que sabia tudo sobre elas, significava se achar muito rebelde porque na catequese diziam que era errado ler esse tipo de revista, significava uma das únicas maneiras de saber mais do que tava acontecendo num mundo em que a internet ainda não era um fenômeno avassalador. Como a gente ficaria sabendo das bandas, das marcas, dos filmes, dos livros que estavam bombando sem internet?

Olhando assim pra trás eu vejo o quanto a Revista Capricho me fez aprender uma coisa: o absoluto prazer da leitura. Sem a obrigação de ler pra ficar mais inteligente, ou passar numa prova ou teste ou por qualquer outra necessidade. Só pelo prazer. E junto com isso, o prazer de acompanhar uma revista. Saber o estilo da escrita, conhecer as colunas, ficar ansiosa quando tinha aquelas notinhas dizendo o que viria na próxima edição... ai, bons tempos!

Uma pena esse fim, mas foi bom enquanto durou!

Achei que minha última Capricho tinha sido comprada há muitos anos atrás, mas com a notícia do fim, fui correndo na banca comprar um exemplar pra mim.

Lendo hoje, assim com 24 anos, me senti meio boba, mas me diverti exatamente da mesma forma.


Vida longa à Capricho!

4 Top 5 Músicas!








Oi!

Como eu esperava, a semana foi muito corrida! Mas eu prometi e cá estou trazendo o post de domingo. Pra relaxar e dar energias boas pra próxima semana, decidi fazer um Top 5 Músicas!

Vamos ouvir?

#5 Jessie J - Flashlight

Vocês gostam daquele filme com a Anna Kendrick, A Escolha Perfeita (Pitch Perfect)? Eu amo esse filme! E tô super ansiosa pra ver logo a sequência dele! Flashlight, da Jessie J, faz parte da trilha sonora e tem um clipe cheio de cenas no novo filme que vão te deixar com mais vontade de ver logo!




#4 Foster The People - Call It What You Want

Fazia tempo que eu não escutava Foster the People, mas ressuscitei um álbum deles no celular e adorei de novo essa música. Achei o clipe muito legal!






#3 Vance Joy - "First Time"

Vance Joy é meio que novidade pra mim. Mas, foi só ouvir First Time pra eu ficar muito viciada. A música é linda, super gostosa de ouvir e o refrão gruda na cabeça! 





#2 Passion Pit - Carried Away

Eu sempre ouvia essa música sem saber de quem era ou qual era o nome e curtia demais, mas aí esquecia de procurar. Só esses dias me deu um estalo de ir atrás. Achei e fiquei apaixonada... Ouvi muitas e muitas vezes. O clipe é uma graça! <3



#1 Stevie Wonder - For Once in My Life

Stevie Wonder dispensa apresentações e essa música também, né? Uma das músicas mais legais da vida! Tem que ouvir e ser feliz!