0 Resenha de livro: Ligações - Rainbow Rowell





Desde que descobri a autora Rainbow Rowell (quando li Fangirl – tem resenha sobre esse livro aqui), fiquei muito apaixonada pelo estilo dela e com muitaaa vontade de ler seus outros livros.

Há pouco tempo, comprei com um sorriso de orelha a orelha o único livro escrito por ela que eu ainda não havia lido: Ligações. Landline, no título original em inglês.




Dos quatro livros que li da Rainbow, esse é, sem dúvida, o mais “adulto”. A autora é conhecida por escrever livros com temas sobre e para jovens adultos, mas Ligações é o primeiro a explorar uma personagem principal, Georgie, em uma fase um pouco mais velha, com trinta e poucos anos.

O livro conta a história de Georgie, uma roteiristas de séries de comédia, que vive em constante pressão do trabalho e dos problemas do seu casamento com Neal, com quem tem duas filhas.




Após tantos anos de casamento, Georgie e Neal enfrentam os mesmos problemas de quando eram namorados e ela se questiona constantemente se a escolha que fizeram de ficar juntos foi a decisão mais acertada para os dois.

Quando Neal se aborrece e decide viajar com as duas filhas para passar o Natal na casa da mãe (enquanto Georgie fica trabalhando com Seth, seu melhor amigo e companheiro de trabalho que sempre despertou muito ciúme em Neal), Georgie encontra um antigo telefone amarelo na casa da própria mãe. Ao usar o telefone antigo para telefonar para a casa da mãe de Neal, Georgie descobre que está falando com uma versão mais jovem do marido (da época em que eles eram namorados).




Assim, ela tem a chance de decidir manter o curso da história ou modificar seu destino com Neal fazendo novas escolhas.

Eu achei o plot interessantíssimo e fiquei muito curiosa pra ver como a autora ia abordar essa “mágica”. Acho que ela acertou muito no método! Quando a Georgie se vê diante dessa anomalia, acha que ficou louca, que entendeu errado e pensa coisas muito hilárias a respeito.




É interessante que muito do livro se passa na cabeça de Georgie porque ela não pode compartilhar com ninguém a loucura que está vivendo. Há muitos flashbacks e muitos fluxos de pensamentos que dão base à obra. É bastante diferente de Eleanor & Park, por exemplo, onde o ponto de vista fica dividido entre os dois personagens principais.

Para destacar um ponto negativo, acho que Seth poderia ter tido mais presença ao longo do livro. Quando algo mais marcante acontece mais pro fim do livro, você fica se perguntando porque aquilo não aconteceu antes. Acho que adiantar o ocorrido teria aumentado o drama do livro e acendido uma chama de curiosidade maior nos leitores.




No geral, achei o livro super divertido. Georgie é uma personagem muito carismática e conquista logo nas primeiras páginas. Também é interessante e engraçado ver como ela está tão preparada quanto você para lidar com telefones mágicos. Ou seja, nem um pouco preparada! Haha

O livro é uma boa pedida para rir e pensar sobre relacionamentos, escolhas e promessas que fazemos sobre nossas vidas além de ser mais uma oportunidade de curtir uma leitura da maravilhosa Rainbow. Livro mais que recomendado!




No Brasil, o livro foi publicado pela editora Novo Século com uma capa gracinha cinza e rosa com o notável telefone amarelo ilustrado.

O meu exemplar foi comprado na livraria Saraiva. Pra ver ou comprar, é só clicar aqui.




Espero que vocês gostem da dica de leitura! E se já leram, me contem o que acharam nos comentários.


Beijos!
Comentários
0 Comentários

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário